Entrevista com Dysnomia!

sábado, 24 de setembro de 2016

Videos

Older Jack (Brasil)
Heavy Metal focado no lado tradicional do estilo e com muito peso. Estes catarinenses divulgam atualmente seu primeiro álbum “Metal über alles” e representam bem o estilo.
Mais informações:



Grus Paridae (Finlândia)
Prog Rock/Experimental é o que melhor define a música destes finlandeses, se é que isso é possível, já que o som da banda é um tanto quanto irrotulável.
Mais informações:



Atreides (Espanha)
Quem é fã de Metal cantado em espanhol não irá se decepcionar com essa banda galega. Principalmente os fãs de Power Metal!
Mais informações:



The Oath (França)
Divulgando seu quarto álbum, “Consequences”, a banda The Oath mostra uma maturidade impressionante e uma sonoridade totalmente bem produzida!
Mais informações:



Fabiano Andreacchio and the Atomic Factory (Itália)
Para quem aprecia Metalcore, Metal industrial e o agora famigerado Djent, esses italianos são uma boa pedida!
Mais informações:


Coletânea Cangaço Rádio Rock – “Vol IV”

(2016 – Nacional)

Independente

Mais um volume da coletânea da Cangaço Rádio Rock, rádio cearense, mais especificamente de Pacujá, que apoia constantemente o underground nacional. A coletânea é digital e conta com grandes nomes do Metal extremo e suas diversas vertentes.

Estes grandes nomes se distribuem entre o Thrash, o Death, o Black Metal, o Doom e algumas mesclam alguns destes estilos em sua sonoridade. Nomes clássicos como Headhunter D.C. (que abre o trabalho com todas as honras), The Cross e Elizabethan Walpurga dispensam apresentações. Afinal, há anos no cenário produzem ótimos trabalhos, mostrando pioneirismo em seus estilos.

Blackning, Affront, Carniça são alguns dos representantes do Thrash Metal e o mostram com conhecimento de causa, enquanto grandes nomes como Individual, [maua] e Vermis leram de ponta a ponta a cartilha do Death Metal, fazendo o estilo cada um à sua característica.

Empire of Souls, Crucifixion BR e Desdominus mostram o poder do Black Metal, não se fechando a outras influências, enquanto Helllight, Soturnus e Dying Suffocation mostram porque alçaram voos altos no underground nacional com seu Doom Metal poderoso.

Há mais nomes e todos possuem qualidade, o que enriquece esse trabalho que ajuda a divulgar o cenário nacional. Aliás, a maioria sabe muito bem onde pisa, sendo que somente algumas devem se lapidar um pouco mais, como Volkmort e Ankerkeria que ficaram com a produção um pouco abaixo das outras, mas que possuem talento ímpar em suas propostas. Parabéns ao veículo de comunicação por essa iniciativa.


8,5


Vitor Franceschini

Brutal Exuberância – “Suprema Cobiça”

(2016 – EP – Nacional)
                            
Independente

São doze anos na cena representando com maestria o Metal amazonense. “Território Perdido” (2012), o primeiro disco que foi antecedido por duas demos, já mostrou a capacidade da banda, porém apresentou algumas arestas a serem aparadas, o que não o ‘desabrilhantou’.

Mas, sem sombras de dúvidas, “Suprema Cobiça”, que saiu quatro anos depois e aporta agora em nossas mãos, é sem dúvidas o ápice do trio. Afinal de contas, as tais arestas foram aparadas, a banda evoluiu em todos os sentidos e, o melhor de tudo, manteve sua essência intacta.

O Thrash Metal visceral do grupo com influências de Hardcore aqui se mostra mais técnico, mais bem elaborado e com composições muito bem estruturadas. Riffs empolgantes e diretos, e solos necessários se aliam a uma cozinha agressiva e veloz que dão o tom raivoso das composições.

Em alguns casos, a Brutal Exuberância chega a flertar com o Death Metal, até porque os ótimos urros ininteligíveis de Naldo (também guitarrista) cairiam perfeitamente em músicas mais fúnebres. O fato é que o resultado final aqui é positivo e eleva o patamar da banda.

Os temas das letras em português, diríamos que são uma análise crítica bem ácida e que ainda conta com questionamentos extraterrestres. Apenas uma composição é cantada em inglês e caiu bem na proposta do grupo, mas não possui o mesmo charme das demais. Tudo isso com uma produção de qualidade, natural e com timbres que acertam na mosca. Fãs da Dorsal Atlântica, ou melhor, fãs do Metal nacional irão se deleitar.


8,5

Vitor Franceschini


sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Arte News: Membros da MACHINERGY realizam curta-metragem de ficção/terror "A Bruxa d'Arruda"

Membros da MACHINERGY realizam curta-metragem de ficção/terror "A Bruxa d'Arruda"

“Dizem que em Arruda há uma bruxa. Ou será outra coisa?”

Caros amigos da máquina, esta notícia não é principalmente sobre novidades acerca da música do MACHINERGY, mas relacionado com atividades paralelas dos seus membros Rui Vieira (voz/guitarra) e Helder Rodrigues (bateria) que, de certa forma, até estão ligadas à banda e, acima de tudo, ao sítio onde vivem. Eles acabaram de terminar uma curta-metragem de seu nome "A Bruxa d'Arruda". Arruda dos Vinhos é a vila onde Rui e Helder vivem e cresceram e este lugar tem a lenda mais conhecida e misteriosa sobre uma bruxa em Portugal. Chamam-lhe a Bruxa de Arruda. Alguns acreditam, outros não, como é sempre apanágio neste tipo de histórias.

Com este material precioso em mãos, decidiram forjar uma história, mas não uma normal e previsível. O resultado é perturbador, negro e com uma aura sobrenatural. "A Bruxa d'Arruda" irá estrear muito em breve (Outubro 2016) em Portugal."Tínhamos este conto enigmático em mãos e duas opções para materializá-lo: criar um disco conceitual com o MACHINERGY ou um filme. Bem, devo dizer que, imediatamente, escolhemos a segunda opção", afirma Rui. "Todos nós temos estes medos desde crianças pequenas, como lobisomens, bruxas e o escuro. De certa forma, isto é um tipo de purga dessas histórias, mas, com certeza, mais do que isso!", termina.

"A Bruxa d'Arruda" tem cerca de 10 minutos de duração e uma grande mistura de cores e tons. O filme foi rodado em 4 dias seguidos em vários locais de Arruda dos Vinhos e arredores. Sempre numa perspectiva subjetiva, conta a história de Paul W. Guedes, um investigador que visita Arruda depois de receber uma denúncia anônima sobre coisas estranhas que se passavam na vila. O argumento e ideia original foram desenvolvidos por Rui Vieira e realizado por Rui e Helder Rodrigues.

A trilha sonora original, intitulada "Coisa", foi composta por Helder. Após a realização de um documentário de 33 minutos de duração em 2012 sobre o MACHINERGY, esta é uma completa nova experiência para Rui e Helder. Ambos têm a criatividade, meios e vontade para fazer acontecer! “Bem, esta é uma nova experiência para nós para além do metal. Estamos muito satisfeitos com o resultado final e já a pensar na próxima! Claro que o MACHINERGY é o foco principal mas estas experiências endurecem e expandem a nossa visão da arte em geral.”
O MACHINERGY está agora de volta à música e a finalizar alguns temas novos para serem lançados em finais de 2016 como EP comemorativo dos 10 anos de carreira!

Ver Trailer Oficial "A Bruxa d'Arruda" Aqui: https://youtu.be/GwJ2oZm 8bMU
Ouvir BSO Oficial "A Bruxa d'Arruda" Aqui: https://youtu.be/jTi1HI_ H96w



EDEN SEED: “Vivemos hoje as heranças de pessoas que quebraram as regras antigas”
Religião x Heavy Metal é uma discussão antiga que sempre divide opiniões e geram grandes rixas. Mas e quando um musico impõe sua escolha religiosa sem influenciar o som de sua banda?

É este o caso da guitarrista Gisele Marie do EDEN SEED, que mesmo sendo mulçumana e adepta dos trajes típicos da religião, em nada influencia na sua musicalidade assim como na escolha dos temas abordados pela banda, trazendo o direcionamento de liberdade.

Falando sobre isto e sobre o EDEN SEED Gisele deixa claro seu ponto de vista e se demonstra muito animada com as novas composições da banda, confira agora mesmo neste breve bate-papo:

Como é para você lidar com a questão de sua religião? E o que isso impacta a sua vida pessoal e profissional?

Para mim é algo bem tranquilo porque é normal do meu ponto de vista. A diferença está sempre no olhar das outras pessoas, não em mim.

Apesar do ar de exotismo que a minha vestimenta inspira nas pessoas, eu considero que não há muito impacto na minha vida pessoal e muito menos na profissional. Eu sou uma mulher simples, que vive em paz e gosta de viver tranquilamente, faço compras, passeio, cuido da minha casa, tenho amigos.

Em relação à vida profissional então, não impacta em nada. Me sinto totalmente livre para exercer o meu trabalho na música e a minha religiosidade faz parte de mim naturalmente e não influi na música.

Musicalmente é um impacto visual grande, pois tocar Heavy Metal de niqab não é nada comum. Como surgiu essa decisão?

A decisão é baseada em dois conceitos: Liberdade, e Coerência.

Veja, usar niqab é um direito meu, então o niqab é símbolo do exercício da minha liberdade. Não há esta intenção como foco, mas não deixa de ser também uma reivindicação de direito tão válida quanto uma mulher que exige respeito acima de tudo, mesmo que seja com pouca roupa.

E coerência também porque eu me sentiria hipócrita se eu tirasse o niqab para tocar. Niqab é uma escolha minha, algo sério. Não haveria sentido em usar o niqab na minha vida pessoal, e tirar o niqab para tocar. Então eu pensei: “Ok, eu sou uma “munaqaba” (mulher muçulmana que usa niqab), e isto é para valer! Então se eu vou voltar a tocar profissionalmente, eu vou continuar a usar o niqab, porque isto é ser coerente comigo mesma.”

Sobre suas influencias o que poderia nos falar?

Minhas influências são vastas e ecléticas, tanto quanto o meu conceito de música e arte. Randy Rhoads é e sempre será o músico que mais me influencia. O Número um para mim.

Mas além do Randy, eu tenho influência direta de Yngwie Malmsteen, Jimi Hendrix e Paco de Lucia. Guitarristas do que eu chamo de “escola californiana” me influenciam também diretamente, e eu incluo neste grupo Zakk Wylde, Eddie Van Halen, Jake E Lee, Carlos Cavazo e Brad Gillis. Mas há também influências de música barroca, blues, jazz, fusion, Allan Holsdworth, por exemplo, Jeff Beck, Al Di Meola, Blues do Delta do Mississipi... enfim, muita música boa, independente de estilo.

O Eden Seed está prestes a lançar seu novo videoclipe o que podemos esperar do mesmo? E sobre o seu trabalho solo, que direcionamento o mesmo terá?

Bem, estamos finalizando a produção do primeiro vídeo oficial do EDEN SEED e, ao mesmo tempo, de um single com duas músicas e estamos trabalhando duro como sempre, dando o melhor de nós nesta produção. O vídeo trará uma síntese do que é o conceito de arte do EDEN SEED com a parceria da música da banda aliada à dança árabe, um dos elementos presentes em nossos shows. A música escolhida para o vídeo é RETURN, uma das mais rápidas e pesadas do repertório do EDEN SEED, e também diferente com um riff marcante e único.

Sobre o meu trabalho solo, eu penso que é um caminho importante para eu poder me expressar artisticamente de forma completa. O que eu quero dizer é que nem todas as minhas ideias cabem no EDEN SEED que é uma banda de thrash metal, que tem o seu ecletismo e conceito, mas ao mesmo tempo é uma banda. Eu gosto de visitar outras dimensões musicais além do que posso expressar no trabalho do EDEN SEED e quando crio coisas que eu sei que são muito ecléticas, eu posso reservar o meu trabalho solo para expressar estes elementos, estas outras notas musicais, estas outras cores. Isto é interessante, tem a ver com a minha forte influência do Jimi Hendrix. Eu penso que a grande genialidade do Hendrix tem ver com o fato de que ele fez o que ninguém fazia. Isto não se resume só à guitarra, mas a tudo, a todo o conceito artístico, a toda a expressão artística dele, na época dele. Vivemos hoje as heranças de pessoas que realmente quebraram as regras antigas, e o Hendrix seguramente foi um deles.

Links Relacionados:


DARK WITCH: banda concede entrevista para o programa Cangaço Rádio Rock 
Nesta última segunda-feira dia 19 de setembro, foi ao ar mais uma edição do programa Cangaço Rádio Rock. O tradicional bate papo liderado por Klaus Zulow e Cristiano Borges aconteceu nesta segunda com grande Bil Martins, Baixista e Vocalista da banda de Heavy Metal Dark Witch.

O bate papo que rolou foi extremamente produtivo, falando muito sobre as dificuldades do início da banda, processos de divulgação do seu último trabalho intitulado "The Circle of Blood”, como anda a cena local em Santos/SP e os planos para o futuro. Além disso nesta edição você vai poder acompanhar a seleção de peso que Bil Martins escolheu para o programa, pois nesta edição você vai encontrar Angel With, Grim Reaper e muito Dark Witch na veia.

Acesse agora o link da entrevista e se prepare para adentrar ao mundo Cangaço Rádio Rock: https://www.mixcloud.com/tropicalrock/programa-canga%C3%A7o-r%C3%A1dio-rock-entrevista-com-a-banda-dark-witch-19092016/

História:

DARK WITCH foi fundado como um quarteto no ano de 1999, na cidade de Santos, SP, Brasil - ainda assim eles tiveram que esperar até agora, em meados de 2015, para ter seu full-length de estréia lançado.
A banda foi criada com a intenção de elaborar um heavy metal forte, mas com passagens melodiosas e temas que abordam ocultismo, mitologia e história, construindo analogias para temas atuais. Tomando influência das lendas do heavy metal como o Grave Digger, Iced Earth, Iron Maiden, Judas Priest e outros grupos dos anos 70 e 80, um som vigoroso nasceu sob a forma de uma demo auto-intitulada, lançada em 2001, e que levou a banda a tocar em lugares distintos do Brasil.

Em 2004, com um quinto membro, o DARK WITCH lançou a demo amplamente divulgada "Heavy Metal Burns On", ampliando ainda mais seu território - porém logo após isso alguns membros partiram, ficando apenas o vocalista/baixista Bil Martins.

Entre 2006 e 2009 os novos guerreiros André Kreidel (D), Cesar Antunha (G) e Decio Andolini (G) foram recrutados e a banda começou a trabalhar em novo material. Enquanto isto, Bil Matins acumulou experiência gravando um álbum com o Hellish War, com quem ele pôde realizar uma turnê pela Europa, e teve seu nome incluído em listas de melhores vocalistas de 2013 em diferentes publicações no Brasil.

Ao final de 2014 o álbum full-length "The Circle of Blood" é concluído e registrado, e no início de 2015 a banda é convidada a fazer parte de um tributo ao HARPPIA. A música "Voz da Consciência" é gravada e adicionada ao tracklist da banda.

Finalmente, DARK WITCH assina com a Heart Of Steel Records para o lançamento digital e com a ARTHORIUM RECORDS para o lançamento físico do seu tão aguardado debut, "The Circle of Blood", e pode-se esperar nada menos do que uma longa, forte e emocionante avalanche de riffs, e uma verdadeira demonstração do heavy metal épico.

Dark Witch:
Bil Martins-Vocal/Baixo
Cesar Antunha-Guitarra
Décio Andolini-Guitarra
André Kreidel-Bateria

Links Importantes:


Assista agora ao vídeo clipe da música “Wild Heart”


SOUTH HAMMER: Nova música “Last Thunder” está disponível para download

O novo trabalho de uma das revelações do Metal Nacional, SOUTH HAMMER, está disponível para download gratuito.
Trata-se da música “Last Thunder”, que estará presente no debut álbum intitulado “Decipher or Destroy You”, previsto para o primeiro semestre de 2017.
Para ouvir via streaming e também efetuar o download:
https://soundcloud.com/user-592319591/south-hammer-last-thunder-1
Contato para shows e assessoria: www.sanguefrioproducoes.com/contato
Sites relacionados:


THE VINTAGE CARAVAN anuncia mais dois shows

Turnê, agora com 9 datas, também passará por Brasília e Córdoba, na Argentina

A inédita turnê sulamericana do The Vintage Caravan, que começa em uma semana, ganha duas novas datas, além das 7 previamente confirmadas. O trio da Islândia, apontados como novos expoentes do stoner rock mundial, também se apresenta em Brasília no dia 1º de outubro – no inédito festival Vaca Amarela x Abraxas Fest - e em Córdoba, na Argentina, dia 4 de outubro. No entanto, o de Curitiba não  acontecerá mais.

O show em Brasília, na Praça Dulcina, dentro da Faculdade de Artes Dulcina Moraes, será o terceiro compromisso de Óskar Logi (vocal e guitarra), Alexander Örn (baixo) e Stefán Ari (bateria) na The Vintage Caravan South America Tour 2016, que divulga “Arrival”, o terceiro e mais bem sucedido álbum da banda, lançado no Brasil pela Voice Music e lá fora pela Nuclear Blast. Eles serão uma das sete atrações do Vaca Amarela x Abraxas Fest, encontro de dois festivais de duas das mais relevantes produtoras do cenário independente brasileiro.

Já em Córdoba, os islandeses iniciam o giro de dois shows na Argentina no Refugio Guernica. A notícia repercute na cidade (a segunda mais populosa do País) como o evento mais importante do mês.

Formado em 2006, o The Vintage Caravan propõe em suas músicas uma elegante mistura do hard rock setentista com elementos modernos do stoner, intercalando groove e peso. Na primeira viagem à América do Sul, o trio promete músicas de todos os três álbuns, o hômino (2011), Voyage (2012) e principalmente do já citado “Arrival” (2014). 

Os músicos do The Vintage Caravan eram ainda moleques de 11 e 12 anos quando começaram a tocar na província de Álftanes, com menos de 3 mil habitantes, distante apenas 10 quilômetros da capital islandesa, Reiquiavique, onde as corriqueiras apresentações deram visibilidade para o trio. De lá saíram de promessa do rock da Islândia para os principais festivais europeus, como Wacken Open Air, Summerbreeze, Desert Fest, entre outros, e tocar nos mesmos palcos de Iron Maiden, Glenn Hughes, Mastodon, Opeth, Blues Pills e Kadavar.

A turnê é uma realização da Luartti e Rock Brigade Records, com apoio da Abraxas Produtora. Confira o cartaz final da turnê com todas as datas: 

PORTO ALEGRE (Rio Grande do Sul)
DATA: 29 de setembro
HORÁRIO: a partir das 21 horas
LOCAL: Riff.e Bar
ENDEREÇO: Rua João Alfred, 477

EM GOIÂNIA (Goiás)
DATA: 30 de setembro
HORÁRIO: a partir das 22 horas
LOCAL: S Club
ENDEREÇO: R. 146, 350, St. Marista

BRASÍLIA  (Distrito Federal)
DATA: 1º de outubro
HORÁRIO: a partir das 18 horas
LOCAL: Praça da Dulcina (CONIC)
ENDEREÇO: Na Faculdade de Artes Dulcina de Moraes, Setor de Divisões Sul, 70392902
INGRESSO: R$ 10 antecipado e R$ 20 na hora

BELO HORIZONTE (Minas Gerais)
DATA: 2 de outubro
HORÁRIO: a partir das 17 horas
LOCAL: Stonehenge Rock Bar
ENDEREÇO: Rua Tupis, 1448, Barro Preto

CÓRDOBA (Argentina)
DATA: 4 de outubro
HORÁRIO: a partir das 21 horas
LOCAL: Refugio Guernica
HORÁRIO: a partir das 20 horas
ENDEREÇO: Tillard 155, 5000

BUENOS AIRES (Argentina)
DATA: 5 de outubro
HORÁRIO: a partir das 20 horas
LOCAL: Uniclub
ENDEREÇO: Guardia Vieja, 3360

SÃO PAULO (São Paulo)
DATA: 8 de outubro
HORÁRIO: 21 horas
LOCAL: SESC Belenzinho
ENDEREÇO: Rua Padre Adelino, 1000, Belenzinho

RIO DE JANEIRO (Rio de Janeiro)
DATA: 9 de outubro
HORÁRIO: a partir das 20 horas
LOCAL: La Esquina
ENDEREÇO: Avenida Mem de Sá, 61, Lapa

FLORIANÓPOLIS (Santa Catarina)
DATA: 11 de outubro
HORÁRIO: às 23 horas
LOCAL: Célula Showcase
ENDEREÇO: Rua João Paulo, 75


THE VINTAGE CARAVAN NA INTERNET
Site oficial: thevintagecaravan.eu


MATRICIDIUM: assista ao novo videoclipe

Mesmo em produção do novo material o MATRICIDIUM conseguiu um tempo na agenda para a gravação de um videoclipe que entrara para a compilação ‘DVD Roadie Metal – Vol 1’.

A música escolhida foi ‘The Beating Never Stops’, que fará parte do novo disco. O vídeo foi feito em parceria com a Caffeine Creative Studio. O videoclipe já conta com a nova formação, como um trio, contando com Michel Oscar Johann (Vocal/Guitarra), Michael Anderson N. Carvalho (Baixo) e Manoel Wisenteiner (Bateria). Assista:

https://www.youtube.com/watch?v=d19QuUkjCrk

A banda segue então em estúdio com o produtor Japa Kikuchi e em breve novas informações serão anunciadas.

Contato: matricidium@gmail.com

Sites relacionados:
www.facebook.com/Matricidium
www.metalmedia.com.br/matricidium


INSANE DRIVER faz pocket show no domingo com novo vocalista

Banda participa do “Time 4Music Festival” onde apresentará o novo vocalista Eder Franco

No domingo (25/09), o Insane Driver fará um pocket show – com cerca de 30 minutos de set – de aquecimento para a nova formação, após a entrada de Eder Franco nos vocais.

Siga a página do evento no Facebook:

Nos próximos dias a banda anunciará um show completo para a capital.

Recentemente o Insane Driver lançou a “Insane Store”, em seu site oficial. A loja virtual, incialmente terá alguns modelos de camisetas, chaveiro e o CD de estreia, auto intitulado – em breve a lojinha terá outros produtos.

Confira os produtos disponíveis:

O Insane Driver continua divulgando seu álbum de estreia, “Insane Driver”, que vem recebendo muitos elogios, sendo considerado uma das revelações de 2016.

Confira a resenha publicada recentemente no Whiplash:

Ouça agora “Insane Driver” no Spotify:

A formação do Insane Driver traz Eder Franco (vocais), Danilo Bigal (guitarra), Deivid Martins (guitarra), Nei Sousa (baixo) e Wagner Neute (bateria)

Serviço:
NIG & CifraClub Apresentam: TIME4MUSIC FESTIVAL

Com as bandas: (em ordem)
SSD
SoeZ
LIVRE
Insane Driver
Inverga Mas Num Kebra
Angel Soul

Dia 25/09 (Domingo)
Horário: 17h30
Local: Rua Amauri, 244, Itaim Bibi – São Paulo

Ingresso antecipado: R$30,00
Na porta (Ingressos limitados): R$35,00
Informações: (11) 3571-9922
Realização: OLB Produções
Patrocínio: NIG e CifraClub
Apoio: Batera Clube; Orion; Souza Lima; Cross Over; Estúdio Manilha; Glow; Allemande; Palco MP3; AMG Luthieria; Geração Y; Planet Music Brasil

Acompanhe a banda nas redes sociais:


SOURCE: clipe e álbum lançados hoje
“Return to Nothing”, novo álbum do Source, acaba de sair hoje via Pavement Entertainment. Coincidentemente, o disco sai junto com um novo clipe do grupo para a faixa Memories of Yesterday, confira:


Para adquirir o formato físico do CD acesse:


A digital está disponível em:


Mais informações:


SEU JUVENAL: entrevista com a banda e menção no editorial da nova edição da revista Roadie Crew 
'Brilhante', 'desafiador' e 'perturbado' foram alguns adjetivos usados pela imprensa brasileira para descrever "Rock Errado", terceiro disco de estúdio do Seu Juvenal, lançado no ano passado.

Não seria de se esperar algo diferente de um álbum que traz no mesmo espectro de referências nomes tão díspares como Itamar Assumpção, Sonic Youth e Venom. Ou seria?

É justamente por desafiar e provocar que "Rock Errado" foi muito bem recebido por imprensa e público. Foi com "Rock Errado" que depois de quase 20 anos o Seu Juvenal conseguiu, enfim, projetar sua carreira nacionalmente, para além das fronteiras de Minas Gerais. "Rock Errado" ainda creditou ao Seu Juvenal títulos malditos como "banda esquisita" e "traidora de movimentos". "Rock Errado" foi, certamente, um disco que deu certo! Muito certo!

A consolidação do acerto de "Rock Errado" veio com a recente indicação para o Prêmio Dynamite de Música Independente 2016, a maior e mais tradicional premiação da cena independente brasileira. "Rock Errado", do Seu Juvenal, concorre na categoria "Melhor Álbum de Rock", onde também figuram outros grupos de destaque como Far From Alaska, Cidadão Instigado, Nação Zumbi e Pop Javali. 

A votação foi prorrogada e os fãs do Seu Juvenal tem até o dia 25 de Setembro para votar através do sitehttp://www.premiodynamite.com.br.


Outra prova da ótima recepção ao Seu Juvenal na imprensa é a entrevista publicada na nova edição (#212 - Setembro/2016) da revista Roadie Crew, principal publicação impressa brasileira do segmento "rock". Assinada pelo jornalista João Messias Jr., a entrevista traz o título "Transgressor" e trata de diferentes assuntos, desde as referencias musicais presentes em "Rock Errado", sua polêmica capa, até o momento atual do rock. Ácidas e inteligentes, as respostas do guitarrista Edson Zacca são pontuais, como nesse trecho: "Não tem diferença entre a importância de um guitarrista tocando pro seu público, um pedreiro levantando uma casa, um lixeiro limpando a rua ou um médico consultando".

No editorial da mesma edição da Roadie Crew, Airton Diniz, um dos editores da publicação, faz menção ao Seu Juvenal e ao vocalista Edu Falaschi, declarando: "Confio no taco de vocês e sei que vou curtir o material novo, afinal o conteúdo dos lançamentos é preponderantemente rock". Intitulado "Aprendendo a lidar com a tolerância", o texto escrito por Diniz discorre sobre a relação tempo-maturidade e como essa experiência interfere na condição do autor de crítico da Bossa Nova, estilo apontado pelo Seu Juvenal como um dos segmentos referenciais a seu som, razão essa que levou Diniz a fazer menção ao grupo mineiro.

A nova edição da Roadie Crew já está à venda em todas as bancas do Brasil.

Mais Informações:
www.seujuvenal.com.br
www.facebook.com/seujuvenalmg
www.twitter.com/seujuvenalmg
www.soundcloud.com/seujuvenal
www.youtube.com/seujuvenalmg
www.sapolioradio.com.br



VPAAHSALBROX: demo ganhará versão em vinil
A demo “14 Sovereign”, da banda de Black Metal VPAAHSALBROX, será relançada em vinil pela gravadora Pale Horse Recordings. Lançada originalmente em 2005, o novo formato sairá no dia 1º de outubro limitado em 300 cópias. Confira abaixo um vídeo promocional:


Mais informações:


BLACK SMITHS lança novo single
A banda russa Black Smiths acaba de lançar um novo single. Trata-se de Out of You, música que estará no vindouro trabalho “The Road Has Just Begun”. Para conferir o single acesse:


A Black Smith foi formada em 2009 em Rostov-on-Don, Rússia por Eduard Sokolov e Yuri Demida. A banda lançou seu primeiro EP "FirstShot" em 2013 e agora trabalhar na segundo.



HEREZA assina com Godz Ov War Productions e lança novo vídeo
Os croatas da banda Hereza são os mais novos integrantes do cast da gravadora Godz ov War Productions! A notícia foi dada pelo selo que irá lançar o próximo disco da banda, “I Become Death”. A data de lançamento ainda não foi divulgada.

A música Jebem Vas U Usta Ladna ganhou um vídeo e está fluindo no PureGrain Audio. Confira abaixo:


Mais informações:


Obs.: As notas publicadas nesta seção são de responsabilidade das assessorias das bandas/artistas.

Arte Extrema 74