sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Tchandala – “Resilience”

(2017 – Nacional)
                             
Independente

Os sergipanos da Tchandala chegam ao seu terceiro disco cinco anos após o lançamento de “Fear of Time”, segundo trabalho da banda que os colocou de vez no cenário metálico nacional. E, convenhamos, estamos diante de um belíssimo álbum e muito bem produzido.

“Resilience” é um disco de Heavy Metal que não procura reinventar a roda, mas possui suas características. O flerte com a música brasileira, de forma bem dosada, sem exagero ou sem copiar outros grupos que já o fizeram, é uma delas e soa muito bem aos ouvidos, como podemos ver na incidental Lamento do Velho Chico (executada por Déo Vieria), que é seguida por Tears of River, um belo Prog/Power vigoroso e que conta com participação da Banda de Pífano de Caruaru.

Falando em participações, elas são diversas. Uma delas é de Tim “Ripper” Owens na excelente e direta faixa Caesar, que também conta com participação de Luana D’Almeida. Outra importante é a participação de Iuri Sanson do Hibria em Valley of Greed, uma paulada Heavy Metal sem precedentes e com belos coros.

O duo Write Me a Letter (Clarice Pawlow e Renan Fontes) só enriquecem a faixa Echoes Through the Fourth Dimension, uma semi-acústica de encher os olhos e que também ganhou uma versão só acústica no final. Quem também aparece no disco é Dan Loureiro e Patrícia Sandes, em The Flame e Flatland, respectivamente. Porém, “Resilience” não é somente isso.

O disco traz um instrumental quase perfeito, com guitarras vibrantes, é equilibrado e conta com arranjos muito bem feitos. Ainda podemos mencionar a belíssima faixa Fathers Spirit e a brutal Labyrinth, duas opções que mostram que a Tchandala pode ser sutil ou não. Por fim, um trabalho de ponta que prova que nosso Metal não deve nada para o gringo, definitivamente.


8,5

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records